Notícias1º de Maio: Sindicatos constroem Carreata Solidária a Culpa...

1º de Maio: Sindicatos constroem Carreata Solidária a Culpa da Fome é de Bolsonaro

Por Iracema Corso (CUT-SE)

No Dia Internacional do Trabalhador, 1º de Maio, as trabalhadoras, trabalhadores brasileiros e suas famílias vivem o pesadelo de enfrentar o segundo ano da pandemia internacional da Covid-19. Aqui no Brasil, com o agravante de continuarmos com alto índice diário de contaminação e mortes por coronavírus. Falta vacina, faltam medicamentos, sobra desemprego, fome, dor e desespero.

O culpado pela fome no Brasil é Bolsonaro. Assim, neste 1° de maio, as centrais sindicais estão construindo a Carreata Solidária que vai doar alimentos para organizações sociais de Sergipe. No próximo sábado, dia 1º de maio, as centrais sindicais e movimentos sociais vão se reunir, a partir das 8h30 da manhã, na Pça do Siqueira Campos para sair em Carreata pelas ruas de Aracaju.

Onde Doar?

Na manhã desta terça-feira, 27 de abril, começaram as doações, das 7h às 12h, no Centro de Aracaju, na esquina da Rua Laranjeiras com Ivo do Prado.

No Centro de Aracaju, turno da manhã, na quinta-feira, dia 29/4, a entrega de alimentos pode ser feita na Pça dos Mercados, próximo ao Gbarbosa.

Na sede da CUT Sergipe, localizada no Bairro Cirurgia, Rua Porto da Folha, Nº: 1039, as doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h. As doações dos sindicatos CUTistas também podem ser feitas diretamente com Cléo, em horários a combinar.

De segunda a sexta-feira, das 9h às 15h, as pessoas podem doar alimentos e/ou itens de higiene na sede do Sindomestica/SE, localizado na Rua Propriá, Nº: 386, no Centro; ou na sede do CSP Conlutas/Sindipetro, na Rua Siriri, Nº: 629, nos mesmos dias e horários.

No Bairro São José, as doações podem ser feitas das 8h às 12h, na sede do Sindiscose, localizado na Travessa Gaspar Lourenço, 50.

No Bairro Luzia, as doações podem serfeitas na sede da UNIDAS, situada na Rua da Integração, nº212.

Na Ocupação em Frente ao Centro Administrativo

Na Sede do Sindicato dos Comerciários

O presidente da CUT Sergipe, Roberto Silva, convida toda a população, trabalhadores, sindicatos, todos que puderem, a participar da campanha, doar e ajudar a população abandonada pelo Governo Bolsonaro.

“A culpa da fome é de Bolsonaro. Este governo desastroso que não tem política social, não tem vacina, não tem política econômica, não tem um projeto de saúde eficiente para o tamanho da catástrofe que estamos enfrentando. São mais de 390 mil mortos pela Covid e estas mortes tem um culpado: um governo federal que difundiu desinformação para confundir todos e piorar no Brasil a situação que já era grave em todo o mundo”, afirmou o presidente da CUT Sergipe.

Solidariedade de Classe

Desde o ano passado, no início da pandemia, a Central Única dos Trabalhadores e seus sindicatos filiados têm organizado campanhas solidárias de doação de alimentos para trabalhadoras e trabalhadores desempregados, além daqueles que ficaram impossibilitados de trabalhar durante a pandemia.

Além dos alimentos, em todos os atos de rua e atividades presenciais, a CUT distribuiu máscaras de proteção e álcool em gel 70%, sempre orientando a população para a adoção das medidas protetivas contra a Covid: uso da máscara, distanciamento e isolamento social.

Para Roberto Silva, o momento atual é o mais complicado em toda a pandemia, pois o auxilio emergencial, além de reduzido, atenderá a uma quantidade menor de brasileiros que estão precisando, de forma emergencial, deste amparo. “Neste momento difícil, com este governo que virou as costas para o povo desempregado e em situação de vulnerabilidade social, precisamos manter a solidariedade de classe. Então convido a todos que lutem, doem alimentos e vamos continuar unidos nesta luta pelo fora Bolsonaro! Fora Genocida!”.

O 1º de maio também será marcado por live sobre o mesmo tema, transmitida pelo Facebook de CUT Sergipe, a partir das 17h.

 

 

CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA SERVIDORES DO CREFITO

EDITAL DE CONVOCAÇÃO A Diretoria Colegiada do Sindicato dos Servidores em Conselhos e Ordens de Fiscalização Profissional e Entidades Coligadas...

Sindiscose convoca trabalhadores dos Conselhos para Ato Fora Bolsonaro

O Brasil precisa de vacina, trabalho e comida, é preciso mobilizar o povo para o caminho para o impeachment!

Sindiscose e CREA-SE celebram acordo coletivo de trabalho para 2021

Direitos assegurados e novas conquistas alcançadas pelos servidores, refletem o resultado do diálogo entre o Crea-SE e o Sindiscose.

OAB aciona STF contra estabilidade de celetistas da seccional do Rio de Janeiro

A OAB alega que esse entendimento sobre estabilidade contraria o estatuto (Lei federal 8.906/1994) e adota critério equivocado de interpretação de dispositivos do regimento interno da seccional.

Câmara acaba com piso salarial de engenheiros, arquitetos e outras categorias

Agora, os conselhos federais dessas categorias se mobilizam para reverter a medida no Senado e cogitam até mesmo judicializar a questão.

Nova Diretoria e Conselho Fiscal toma posse no Sindiscose

Nova gestão tem início em 01 de setembro de 2021 para um mandato de três anos.